Futebol arte marcial

Chegando de mais uma quinta-feira futebolística. Sinto que cada vez mais as pessoas levam o que era pra ser um jogo, uma brincadeira, à sério. Vontade de vencer tem virado excesso de violência na hora de chegar nas jogadas.

Hoje foi um dia desses. Após sair ao final da partida, faltando cinco minutos, devido ao esquema de revezamento, fiquei assistindo ao final da partida. Afinal, com meu time vencendo por 11 a 7, tendo marcado um dos gols, estava satisfeito. Só queria ver quanto iria terminar.

De repente, o ímpeto por dar a raça no final da partida tomou conta de um jogador do time adversário. Ele acertou o primeiro jogador do meu time, foi falta, e ânimos exaltados. No segundo jogador que ele pegou, faltando dois minutos pra acabar a partida, fechou o tempo.

Discussões, xingamentos, algumas tentativas de chutes. Jogadores separados, era para ser o fim do tumulto. Até a hora que um foge dos companheiros e tenta, à la Luis Fabiano, dar uma voadora no adversário. Com isso volta a briga e dessa vez sobrando pra qualquer um que se mete no meio.

Eu, da lateral do campo, me lembrei do Palmeiras e Corinthians, na final do campeonato paulista de 1999. Como sei que quem tenta separar sempre apanha dos dois lados, fiquei só admirando o MMA na grama. O que era pra ser uma diversão virou pancadaria. Lamentável.

À primeira vista

Passear aleatoriamente por redes sociais, encontrar uma foto de alguém que lhe atrai na hora. Inicialmente pela beleza, depois sem entender outros motivos ou razões, a tal foto lhe prende a atenção de tal maneira que você busca, de alguma forma conhecer esta pessoa.

De uma forma meio inusitada e até engraçada, você consegue uma outra forma de contato que não seja pelo facebook, orkut da vida. Logo no primeira troca de palavras você sente uma identificação, uma sintonia com esta pessoa. Algo inexplicável.

Com o passar do tempo, essa coisa inexplicável ganha corpo, passa a ter alma, vida. Mesmo sem ter nenhuma relação pessoal, sem ter conhecido ao vivo, só virtualmente, aquilo se torna uma ligação forte e, de certa forma, te toma os pensamentos.

É inédito, é estranho, mas é bom. Mesmo com uma mistura de ansiosidade e paciência, me sinto feliz. Nunca havia dado alguma importância para esse tipo de relacionamento. Nunca tive alguma esperança de algo saísse daquilo. Não sei porque, mas hoje é diferente.

"Quando me chamou, eu vim
 Quando dei por mim, tava aqui
 Quando lhe achei, me perdi
 Quando vi você, me apaixonei"
(Chico César - À Primeira Vista - mais conhecida na voz da Daniela Mercury)

Falta pouco agora

Após quase um mês de espera, está chegando o domingo, dia três de abril. Data mais do que aguardada por mim e por outros, já que é o dia do show do Avenged Sevenfold, em São Paulo. Credicard Hall, aí vamos nós!

Depois de querer ir em alguns shows como Guns n' Roses, Muse e U2, entre outros, e não conseguir por diversos motivos, finalmente vou num show de uma banda internacional que eu gosto.

Agora é aguardar apenas mais alguns dias e preparar a garganta pra cantar todas as músicas. Apesar de ser apenas 1 hora e 30 minutos de show, aproximadamente, vou aproveitar ao máximo.

Provável setlist do show:

1 - Nightmare
2 - Critical Acclaim
3 - Welcome to the Family
4 - Danger Line
5 - Buried Alive
6 - So Far Away
7 - Afterlife
8 - God Hates Us
9 - Bat Country
10 - Unholy Confessions
11 - Fiction
12 - A Little Piece Of Heaven

"Before the story begins
 Is it such a sin
 For me to take what's mine
 Until the end of time
 We were more than friends
 Before the story ends
 And I will take what's mine
 Create what God would never design"
(Avenged Sevenfold - A Little Piece Of Heaven)

Sunset over Aromas


Are You Journaling Yet? I’m not holding my breath, but I hope you are keeping a diary because your life will be richer for it. Everyday has value, especially when you religiously write down the highlights before going to bed. Some days need only a couple lines, others generate a whole page—even if it’s only counting your blessings or venting. Put it on paper and feel better. Someday you will need to know what day you mailed Aunt Trudy’s package or what month the dog got his shots or the date you bought the new TV. All kinds of information can be stored in a journal, and because you date each entry, you will find the information you are looking for. Start recording the life you live—the good, the bad and the ugly. Months or years later, when you read your own words, you’ll realize what a great life it is!

Pequeños pasos para ser una ‘pyme verde’

Para ser una empresa ecológica no requieres de grandes inversiones o cambios en la operación; ahorrar energía, reciclar y reducir el consumo de papel, hacen tu negocio más sustentable.


CIUDAD DE MÉXICO (CNNExpansión.com) — Para que una pequeña y mediana empresa (Pyme) sea sustentable no necesita hacer grandes cambios en su operación, ya que con algunas adecuaciones como un mejor manejo de la tecnología y ahorros en el consumo de energía, se puede hacer la diferencia.
Si para convertir a tu organización en un negocio sustentable, consideras hacer todos los ajustes necesarios para lograr las certificaciones o 'sellos verdes', la recomendación es que comiences paso a paso sin necesidad de sacrificar la operación,  indicó la investigadora de la Escuela de Negocios y del Programa para la Sustentabilidad del Tecnológico de Monterrey, Isabel Studer.


Crear una cultura ecológica en tu empresa te puede representar ahorros del 20% en gastos operacionales. (Foto: Jupiter Images)
"Las pequeñas empresas deben adoptar nuevos mecanismos para hacer las cosas de una manera más práctica que no implique pensar en un modelo de gestión de calidad ambiental que pueda representar una inversión cuantiosa o bien un problema para el proceso de negocios", agregó la también coordinadora del Foro de Negocios Verdes 2011, que se realizará el próximo 4 y 5 de abril.


La tendencia de los grandes corporativos de reducir su huella ecológica, no sólo implica que deban cambiar su operación, maquinaria y productos, sino que también impacta su cadena de proveedores ya que requieren que éstos, sin importar su tamaño, apoyen su esfuerzo, agregó.


Teniendo en cuenta lo anterior, si eres proveedor de una empresa que está invirtiendo tiempo y dinero en ser amigable con el ambiente, es hora de que comiences a adoptar nuevas prácticas para que tu negocio continúe entre la cadena de valor del corporativo en proceso de ser 100% sustentable.


"Las grandes empresas ya entendieron que ser verdes les da un valor adicional frente al consumidor y los hace más competitivos, aspecto que las pymes deben entender y asimilar para responder a las exigencias de un mercado que busca mayor compromiso por parte del sector con el ambiente", recalcó.


Para que te conviertas en una empresa amigable con el ambiente y que resulte atractiva para los consumidores o los corporativos que buscan proveedores ecológicos, realiza los siguientes pequeños cambios al interior de tu organización:
  • Si ofreces servicios y cuentas con más de 5 empleados puedes comenzar por inculcar una cultura del ahorro de energía mediante el reemplazo de focos incandescentes, desconectar los equipos electrónicos que no se estén usando.

  • Reduce el consumo de papel inspirando a tus empleados a que usen los medios electrónicos como el email y la mensajería instantánea como medios de comunicación.

  • Recicla el papel. 

  • Invierte en productos ecológicos como papel reciclable, tinta de impresión verde, baterías recargables y productos de limpieza general ecológicos.

  • Enseña al persona a reciclar la basura disponiendo de tres tipos de botes diferentes para separar los sólidos orgánicos de los desechables y el papel.



"Después de adoptar estas simples medidas, las empresas podrán ver ahorros de hasta el 30% en el gasto de la compañía, lo cual es positivo para la operación del negocio y a su vez puede incentivar a la pyme a que invierta en tecnología que le permita mayores ahorros", añadió.


Una de las inversiones que podría realizar la compañía, son los paneles solares para producir su propia energía y, de esta forma, hacer mayores cambios en aras de lograr ser un pequeño negocio más sustentable.


The Godfather

O post semanal de indicação de filmes desta semana será feito na madrugada de hoje, e não na madrugada de domingo para segunda-feira, como vinha sendo. Minha indicação desta semana é O Poderoso Chefão (The Godfather), de Francis Ford Cooppola, feito em 1972.

Baseado em uma obra do escritor Mario Puzo, o filme aborda a história da família Corleone e tudo que a cerca. Inicialmente, o longa-metragem levaria o nome de Mafia, expondo demais a ligação entre italianos e a organização criminosa.

Isso não aconteceu por Coppola, escolhido para dirigir o filme por ser um ítalo-americano, se negou a dirigir um filme que denegrisse a imagem da Itália e de seus decendentes. Por isso, a história trata muito como famílias e o termo máfia é usado mais em acusações jurídicas do que pelos personagens principais da história.

A narrativa traz Don Vito Corleone como o patriarca de uma família de três filhos, além de um consigliere,  associados, caporegimes, soldados e outros escalões de uma organização. Em Nova York, o contrabando é controlado pelos Corleone e outras quatro famílias: Cuneo, Tattaglia, Stracci e Barzini.

Apesar das brigas entre si, não há uma guerra declarada e todas se respeito. Tanto que Don Barzini vai até o casamento da filha de Vito Corleone. As coisas começam a mudar quando Virgil Sollozzo aparece com uma proposta para as famílias traficarem drogas e terem mais lucro. A partir deste ponto, diversos acontecimentos se passam e fazem com que Michael, o filho mais novo de Vito, que era o correto, fora dos esquemas da família, soldado de guerra pelos Estados Unidos, comece a ser tornar o mais poderoso mafioso do mundo.


O filme conta com um elenco recheado de estrelas como Robert Duvall, James Caan, Diane Keaton, Al Pacino. Destaque para o eterno Marlon Brando que recebeu o Oscar de melhor ator pela sua apresentação no filme. Prêmio este que Brando se recusou a receber e enviou a ativista Sacheen Littlefeather à cerimônia para que ela pudesse ler o manifesto do ator a favor da inclusão dos índios americanos nos filmes de Hollywood.

O Poderoso Chefão também recebeu Oscars por melhor filme e melhor roteiro adaptado. Também ganhou cinco Globos de Ouro por melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor trilha sonora e melhor roteiro adaptado. Também possui um BAFTA por melhor música para filme. Por curiosidade, o filme tem um Grammy, por melhor trilha sonora para cinema ou especial de TV.

É um filme que vale apena e, apesar de longo (175 minutos), consegue prender a atenção do espectador. Alterna momentos de ação, tensão e cenas leves, fazendo com que o longa-metragem, apesar de tratar da máfia e envolver mortes e crimes, não seja muito pesado para quem o assiste. Vale a pena assistir.


Poder do álcool

Diz a sabedoria popular: 'O álcool entra, a verdade sai'. Creio que não seja uma verdade absoluta. Entretanto, a bebida alcoólica tem, sim, um certo poder em deixar as pessoas mais soltas e propensas a falarem ou realizarem coisas que não fariam em seu estado 'normal'.

Uma amiga me disse que o álcool não faz você cometer nenhuma loucura, você apenas cria coragem pra fazer aquilo que você sempre quis, mas que por algum motivo não tentava. Esta teoria eu acreito que seja mais válida. A bebida deixa o indivíduo valente.

Além do que, ele também tem a fama de ser chamado de lubrificante social. Afinal, as pessoas passam a falar mais, se comunicar com pessoas desconhecidas, conversam com quem aparecer. Eu diria que é um revelador também, pois faz com que a pessoa quebre alguns tabus e mostre um lado não muito comum de se ver.

Observando por esse lado, é compreensível que algumas pessoas tenham medo de beber. O resultado disso as vezes pode ser um pouco trágico, dependendo do indivíduo. É, deve-se temer e respeitar o poder do álcool.

União

Sábado finalmente surpreendente e bom para este escritor! Bar, bebida, comida, amigos de diversos núcleos. Tudo com muita harmonia e energias positivas. São raras as oportunidades de unir amigos de tantos lugares em um só, hoje foi essa oportunidade.

Engraçado é ver como foi aumentando a turma em meio a uma conversa e outra. Adiciona uma mesa, depois outra, puxam-se mais cadeiras, pede-se mais bebida, hoje é dia de festa! Não existe motivo, não tem explicação! Vamos apenas celebrar o momento!

No final das contas, saldo positivo! Noite proveitosa e agradável. Ri bastante, me diverti bastante! Agora é dormir um pouco. Momento do descanso do guerreiro. Tentar acordar cedo pra assistir o jogo do Brasil. Vamo que vamo!

"A gente é assim
 E sempre foi assim
 Irmãos do inicio até o fim
 E para todos que embarcarem nesse trem
 A fé é o passaporte
 E o destino é o caminho do bem"
(Aliados - E Por Aí Vai)

Globalizado

O mundo de hoje é extremamente globalizado. A informação então, é mais que globalizada. Um vídeo do Irã, postado em um site nos moldes do Youtube, vira febre mundial em poucos segundos. É a agilidade da internet nos tempos pós-modernos.

Nessa época globalizada, em que tudo chega tão rápido aos quatro cantos do mundo, eu quero agradecer a todos que já leram, em alguma ocasião, ao meu blog. Eu fico feliz e impressionado ao ver contatos de tão longe que acessam a este espaço.

Os mais comuns são Brasil (óbvio), Estados Unidos e Portugal. Mas é interessante ver que gente da Espanha, Dinamarca, Polônia, Alemanha, Hungria, Reino Unido, Rússia e Croácia também estão lendo o que você escreve. Sem contar lugares mais remotos, por exemplo, Vietnã, Angola, Belarus e Emirados Árabes Unidos.

À todos que já perderam um tempinho com este espaço e a quem está lendo este post neste exato momento, muito obrigado. Saber que gente dos quatro cantos do planeta acessam meu blog é uma motivação a mais para manter este espaço! Muito obrigado!

Produção em massa

Fim de semana. Você deixa o conforto da sua casa para passear, ir a algum lugar, ver vida fora das paredes de seu lar. Comece a observar os jovens, principalmente nas proximidades de cinemas e shoppings. Olhe bem aquele grupinho de seis ou sete adolescentes.

Depois de olhar, reflita: 'este é o futuro do País?'. Há aqueles que dizem que é fase, que todos passam por isso. Eu não creio nisso. Eu não tive uma fase assim no meu tempo. São todos iguais, como se fossem produzidos em uma fábrica. Saídos da linha de montagem pra rua.

São as mesmas roupas, mesmo cabelo, mesma forma de andar, falar, pensar. Não há um traço que defina uma personalidade, uma individualidade. Pior que eles não se incomodam com isso, sem achar esse fato o mínimo de estranho.


Além do que demonstram uma falta de conteúdo tremenda. Só se interessam por aquilo que está acontecendo dentro do mundinho deles. Onde estão os questionamentos, a informação, a busca pelo novo, o interesse pelo que acontece com o mundo em si.

O que me parece é a propagação da inversão de valores. Não dão a mínima pra coisas que afetam diretamente na vida deles, das famílias e da sociedade como um todo, mas se descabelam por meia dúzias de babacas, vestindo roupas coloridas e que não tem noção do que significa aquilo que estão cantando.

Num cenário onde cada vez a juventude é mais oca e alienada, eu só vejo a hipótese de piorar o sistema em que vivemos. Nada melhor que a falta de conteúdo e alienação para prosseguir e multiplicar abusos de poder, corrupção, e outra série de absurdos que engolimos à seco, todos os dias.

Book signing at the Brewery (Josephine’s favorite hang-out)

SPECIAL EVENT - FAMILY-FRIENDLY ATMOSPHERE-BOOK EVENT BY MYSTERY AUTHOR JOYCE OROZ - 'SECURE THE RANCH'
A DAY FULL OF FUN!
What could be more fun and relaxing than a visit to the Brewery Café in Boulder Creek? Even better, the Brewery will be hosting a book event for the popular mystery novel, "Secure the Ranch". Joyce Oroz, local author, will sign her books and answer questions Saturday, March 26th, 1:00 to 4:00. Profits will go to the SLV Home School FUND.

The Brewery has a lovely, family-friendly atmosphere and great menu. If you are hungry, Chef Judd will be at your service. Oroz will be greeting folks in a room at the back of the dinning room. She will sit near the homemade cookies!

"Secure the Ranch" is the first book in the Josephine Stuart Mystery Series. Oroz will talk about the story which unfolds mainly in Boulder Creek. She will also talk about her second book in the series, "Read My Lipstick", which will be available in April.

"Secure the Ranch" follows a mystery surrounding Josephine Stuart, an artist who is hired to paint murals for a wealthy client high in the mountains of California. After strange accidents, occurrences, and the death of a wildlife ranger, Josephine finds she is unable to set aside her curiosity and delves deep into a mystery best left alone.

Join the fun, support a local school and take home a fantastic read.

Author Appearances & Book Signings of "Secure the Ranch" by Author Joyce Oroz
Boulder Creek Brewery & Cafe
13040 California 9
Boulder Creek, CA 95006
(831) 338-7882

When: Saturday, March 26th, 2011
Time: 1:00 PM - 4:00 PM


If you cannot make it to this great event, you can still Purchase "Secure the Ranch" in
Paperback format here or the Kindle Format here.

Choosing a Subject for Your Mural - Muraling Part Three



Murals are not just added fluff. Think of them as practical help for boring or flawed rooms. Your wall painting can actually create an illusion of more space in a small room. You don’t need hammer and nails to do the work. With proper perspective you can expand the walls and create a feeling of roominess. Why not paint some extra indoor space, outdoor space or outer space. (flying saucers included) Let your imagination soar.

Maybe you like the idea of having a mural in a certain room, but you don’t know what the subject of the painting should be. First concentrate on the room. Does the room look cold or bland? Are the architectural features, modern, conventional or traditional? Consider the style of furniture, and how the space is being used. Let the room or wall speak to you and tell you what it needs.

Once you have acquainted yourself with the needs of the room, you are ready to zero in on a subject or theme for your wall. Good places to search for pictures to copy are; magazines, your local library and the internet. Once you know what you want to paint, research the details (close-up pictures). If you wish to paint a field of flowers, for example, you should search the internet and various books and catalogues for detailed pictures of your chosen subject. With paper and pencil, familiarize yourself with the subject by sketching it. Thumbnail sketches at first, and then a large detailed sketch if you feel you need one.

Author Joyce Oroz
Mystery Novel "Secure the Ranch"

Available in Paperback for $18.95 and you can purchase here
Available in Kindle Format for the amout of $2.99 and can be purchased here

O segundo mundo

O 'Devaneios da madruga' hoje terá outro momento de indicações. Já que a 'inspiração' para falar sobre sentimentos diminuiu após os dois últimos posts, vou aproveitar para apontar uma bom livro para os leitores deste espaço.

A obra que indico é 'O Segundo Mundo: Impérios e influência na nova ordem global', de Parag Khanna. Este indiano, especialista em relações internacionais, nos dá um panorama sobre a situação política de diversas regiões do planeta como, por exemplo, América do Sul, Balcãs e Oriente Médio.

Também aborda o futuro dos países que compõe estas regiões e qual será a posição dos mesmos dentro da nova ordem mundial. Destaque para o Brasil, tido como futuro protagonista em diversas áreas como meio ambiente, comércio e desenvolvimento.

Khanna, que fez parte da equipe de Barack Obama na eleição presidencial como consultor de relações internacionais, faz mais do que mostrar o atual panorama do mundo. Ele nos mostra como funcionam as relações entre países, negociações e como os países tidos como 'primeiro mundo' impõe suas forças sobre os menores.

Passou do ponto

Com certeza você já tentou, ou tem um(a) amigo(a) que tentou reatar um relacionamento desgastado depois de um tempo afastado. Situações assim são um grande buraco negro. Você simplesmente não sabe o que irá encontrar se voltar. São chances de 50% pra dar certo ou errado.

Essas chances só acontecerão, óbvio, se o que fez ocorrer o rompimento anterior tiver sido solucionado. Sejam brigas, incompatibilidades ou qualquer outra coisa que cause esse desgaste e desfaça este nó. Antes de começar algo 'novo', tem que solucionar o que está no passado.

Quando tudo acaba e ainda ficam lacunas pelo caminho não adianta tentar. É fadado ao fracasso. Tenha certeza disso. Entretanto, saber que não se deve voltar não é o mais importante. Você não pode deixar que a outra pessoa tenha 'posse' da sua vida.

Se você permitir, a outra pessoa tentará te controlar. Um sentimento de posse. Aquela coisa do 'não é meu mais, mas também não quero que seja de outra(o)'. Saiba estipular limites. Não seja uma marionete do outro e tãopouco deixe que ele fique sabendo demais da sua vida. Isso vai evitar que você tenha dores de cabeça no futuro.

"Eu não pertenço a você
 Bem, talvez eu quisesse
 Mas não consigo me ver
 Vivendo ao teu lado"
(Reação Em Cadeia - Eu Não Pertenço A Você)

Coaching de Negocios: ¡el desarrollo personal no es personal!

En el ámbito empresarial, buscas mejorar y hacer más eficientes tus esfuerzos y recursos, aunque en muchas ocasiones desconoces la manera de lograrlo. Desarrollar nuestro potencial requiere experiencia, propia y ajena; por fortuna, existen personas que están dispuestas a ayudarnos. Averigua aquí de qué manera lo hacen.

 

El desarrollo personal ¿es realmente personal? Piénsalo, ¿acaso los mejores atletas del mundo consiguieron sus logros por ellos mismos, o necesitaron el apoyo y ayuda de alguien más para triunfar? 



Imagínate a Lorena Ochoa o a Tiger Woods sin un mentor, o ¿cómo sería la selección mexicana sin entrenador? Entonces, podrás darte cuenta de que el desarrollo personal ya no es tan personal. ¿No sería fabuloso tener entrenadores en otros ámbitos de la vida, y no nada más en el deportivo? ¿Qué tal en nuestro trabajo o negocio?
 
¿Qué tal en nuestra PYME?


En esta era llegan muchos conceptos y tendencias que reinventan nuestra forma de relacionarnos con el mundo. Como los coaches deportivos, ahora surgen los coaches de negocios, que son una nueva opción para que los dueños de negocios sean verdaderos campeones en sus distintas áreas y dominen sus respectivos mercados. 



Una PYME sólo crecerá hasta donde lleguen los conocimientos y creencias de su dueño, y el coach de negocios será aquella figura que los ayude y motive a lograr sus metas. Para comprender este progreso, vamos a definir un poco lo que es el coaching de negocios.



El coaching de negocios es un proceso de aprendizaje interactivo, en donde se acompaña al dueño en el crecimiento y desarrollo de su empresa, tomando en cuenta todos los factores en juego. Los coaches de negocios se autonombran generalistas, puesto que se enfocan en todas las áreas del negocio, a diferencia de un consultor, que sólo vería una área en particular. Otra característica que lo define, es que el coaching de negocios no está enfocado en el negocio en sí mismo, sino en desarrollar las habilidades del dueño, sin importar el giro, tamaño y unidades del negocio. Además, su interesante perspectiva ayuda al empresario a cambiar los modelos, pues los coaches de negocios se concentran un 80% en la persona y 20% en el negocio, porque éste en realidad es sólo un medio para conseguir el sueño o aspiración de su dueño, es decir, para alcanzar su realización.
 



Son muchos los beneficios que se derivan del coaching de negocios, ayudando al empresario a:


·         Mantenerse enfocado en el objetivo y visión de la empresa
·         Acelerar su proceso de crecimiento y desarrollo 
·         Aumentar la productividad, las utilidades y las ventas
·         Superar la indolencia y el “no se puede”
·         Mejorar el liderazgo y trabajo en equipo
·         Desarrollar una planeación estratégica versus un trabajo técnico
·         Perfeccionar sus habilidades de negociación


Lo anterior nos da una idea del porqué el coaching de negocios tiene cada vez mayores adeptos en el gran mundo de los negocios, debido a su singular naturaleza y a las bondades que posee. El objetivo de un coach de negocios es que su cliente, o coachee, entienda la definición de negocio, y que no sólo la entienda sino que la experimente y la viva. Esto se traduce en un pensamiento: 
¡Formar una empresa rentable que pueda trabajar sin mí!


Esta es la manera en que un coach quiere que el dueño de una PYME piense y actúe. Vamos a ver la evolución de un hombre o mujer de negocios:



La evolución a un autoempleado. Desafortunadamente, esta es la situación de un gran número de PYMES en México; es el dueño que piensa que él es el único que puede hacer el trabajo de una manera eficiente, y tiene creencias y modelos antiguos, como los que dicen “a ojo del amo engorda el caballo”, “el que tenga tienda que la atienda”, “si quieres hacer algo bien, hazlo tú mismo”. Es el
 todólogo en su empresa, contrata personas menos capaces e inteligentes que él, no puede desaparecer del negocio algunos meses, pues de lo contrario el negocio no funcionaría, es el empleado más caro y más ocupado, y en general, el negocio depende al 100% de él.



La evolución a un dueño de negocio.
 Es el dueño que empieza a hacerse planteamientos más interesantes; ocupa más su tiempo en planeación estratégica y no en trabajo del día a día, preguntándose lo siguiente: ¿cómo podré hacerle para que el negocio me deje más ganancias y tener más tiempo libre?, o ¿cómo hacer para trabajar más para mi negocio y no en el negocio? 



Este salto implica un cambio en la manera de pensar, y es en este proceso en donde el coaching de negocios adquiere gran relevancia, para ser el entrenador, el guía y el mentor en esta vital transición.



La evolución a un empresario.
 Es el dueño de uno o más negocios, se preocupa por desarrollar nuevas ideas de negocios para materializarlas en empresas, posee habilidades de negociación muy bien desarrolladas y probadas; se hace la siguiente pregunta: ¿cómo hacer más dinero y generar empleos con el dinero y las ideas de los demás?



La evolución a un inversionista.
 Es la persona que plantea cuestiones como: ¿de qué forma puedo hacer más dinero con el dinero que tengo?, y ¿cómo puedo hacer que mi dinero trabaje para mí y no trabajar para ganarlo? Continuamente analiza distintas oportunidades de negocio para invertir su dinero, y está en búsqueda de la mejor información de inversión que esté disponible. Para él, este activo es el más importante, se anticipa a las tendencias y las mejores oportunidades están reservadas para los mejores inversionistas y empresarios.



Dar el salto de autoempleado a dueño de negocio para más adelante convertirse en un empresario o inversionista, requiere desarrollar las habilidades empresariales y de negocio que se necesitan, y un coach es un especialista para desarrollar en el dueño de negocio dichas habilidades. Entonces, el desarrollo personal deja de ser personal, porque necesitamos de alguien que nos ayude, nos motive, nos presione y nos guíe para alcanzar nuestras metas y sueños.



Desde este punto de vista, reconocemos que los negocios son sencillos: las personas son las complicadas. Cambiar tu negocio es sencillo, cambiar tú y tu equipo de trabajo representa el gran reto. Al respecto, Jim Roth dice lo siguiente: “nunca desees que el trabajo sea más fácil, desea tú ser mejor”.
Gerardo González es Licenciado en Ciencias de la Comunicación con un posgrado en Comunicación Organizacional, ambos en el Tecnológico de Monterrey. Es colaborador de varias revistas, ha trabajado en el ramo editorial y ha sido coproductor de televisión y ejecutivo de recursos humanos. Actualmente es Coach de Negocios, seminarista y especialista en Marketing para la firma de coaching de negocios número uno a nivel mundial.


El factor indispensable de todo buen vendedor: entusiasmo

¿Has considerado que tu ánimo afecta tu desempeño en las ventas? Para tener éxito en las ventas la emoción transmitida es uno de los factores que influencian la decisión de tus clientes. Tenemos para ti 5 funcionales consejos para tu beneficio.


Una de las definiciones que más me gusta sobre el término “venta” es la siguiente: “una venta se define como la transmisión de entusiasmo de una persona a otra sobre un bien o un servicio”. Siguiendo con la definición, una venta es entonces un intercambio de emociones entre personas. Cuanto más te emocionas sobre tus productos y los beneficios que puedes brindar con ellos, más contagias a tus clientes con esta emoción, logrando así cerrar más negocios. Sin duda, el entusiasmo es el factor más importante que debes desarrollar como vendedor para tener éxito en el área de ventas.



¿Se nace con entusiasmo o puede adquirirse? Definitivamente es algo que se puede adquirir. El entusiasmo es una actitud y al ser una actitud, uno puede elegir actuar con entusiasmo. He aquí 5 consejos más me funcionan para lograr este efecto: 
Música energética. La música tiene un efecto poderoso sobre las emociones. De camino al trabajo o previo a alguna cita importante, escucha canciones que cambien tu estado de ánimo. He aquí una selección breve de canciones energéticas, seleccionadas por nuestro equipo comercial senior (si no te agradan busca las tuyas):
o    Don’t Stop Me Now – Queen (http://www.youtube.com/watch?v=iUBwjyhRweQ)


o    I feel good – James Brown (http://www.youtube.com/watch?v=B1wOK9yGUYM)


o    Eye of the Tiger – Survivor (http://www.youtube.com/watch?v=cf45I1ZI__w)


o    Beat It, Michael Jackson (http://www.youtube.com/watch?v=WObfcDIf6lY)


o    Are you gonna go my way - Lenny Kravitz (http://www.youtube.com/watch?v=eLhpHjmxNw8)


Visualización. Antes de entrar a tu cita, cierra los ojos e imagina que es lo que quieres que suceda. Visualiza que objeciones pudiera tener el cliente y la manera en la que las manejarías satisfactoriamente; intenta ver paso a paso cómo va a suceder el cierre.


Lee un libro de ventas. Quien crea que los libros de ventas no sirven, está totalmente equivocado. Este tipo de libros pueden darte ideas y estrategias muy valiosas que puedes aplicar obteniendo beneficios inmediatos. No veas siempre la tele, mejor lee.


Ejercicio. Nada como el ejercicio para influir el estado de ánimo. ¿Te has dado cuenta que aún estando muy cansado, después de hacer ejercicio te sientes mucho mejor? Está comprobado que el ejercicio produce endorfinas que te hacen estar más relajado y feliz.


Un buen cafecito. Hay vendedores que, previo a una cita, les funciona muy bien relajarse en su café favorito. Durante este café puedes hacer los primeros 2 puntos: escuchar música o visualizar que es lo que va a ocurrir en la cita.


Finalmente un consejo importante: el mejor momento para cerrar una venta es justo después de haber cerrado otra. Después de un cierre exitoso, tu confianza y tu nivel de energía están al máximo. Aprovecha este momento para contactar a aquellos prospectos con los que se te ha dificultado el cierre y posiblemente logres una racha positiva… te sorprenderán los resultados

¡Mucho éxito en tus ventas!
Angélica Frias es licenciada en Mercadotecnia por la Universidad Tecnológica de México y se ha especializado en mercadotecnia para pequeños negocios. Actualmente se desempeña como empresaria en la industria de la mercadotecnia en línea y forma parte de la Asociación de Mujeres Empresarias (AMMJE) en Cancún, la Asociación de Proveedores de Quintana Roo (APQ) y la Confederación Patronal Mexicana (COPARMEX). Twitter: @Angelica_cancun














Escolhas

Você prefere fazer escolhas pensadas e fundamentadas ou prefere ir pelo impulso e pressão? Acredito que a primeira opção é mais segura e muito mais correta. Fazer algo movido mais pela ação do que pela razão é algo muito arriscado.

Não se deve agir sem pensar nas consequências, sem pensar no que tudo irá causar. Muito menos agir por causa de opinião de terceiros. Não importa se essa outra pessoa é família, amigo próximo ou o papa, você tem que sempre seguir aquilo que você quer, fazer o que gosta e o que te deixa feliz.

O impulso, ainda mais movido pela pressão de outros, tenha certeza, lhe causará alguma perda futura. Uma boa oportunidade de emprego, um grande amor, uma experiência de vida incrível. Tudo por água abaixo por causa da sua falta de personalidade. Ouvir conselhos é uma coisa, seguir apenas o que os outros dizem para não ter mais pressão em cima de você, é covardia.

Mais tarde isso lhe baterá, você sentirá um arrependimento e, se não for orgulhoso, tentará ir atrás daquilo que deixou escapar. Mas, de verdade, em quase todas as situações, será tarde demais para isso. Ainda mais porque até bater o arrependimento, demora um longo tempo.

Portanto, daqui para frente, siga a sua cabeça. Busque o lhe faça feliz e não os que os outros acham que irá te fazer feliz. Pior do que decepcionar fulano ou beltrano, é decepcionar a si mesmo. Nessas horas, os outros, que tanto opinaram, seguirão suas vidas e você estará sozinho.

"Eu fiz de tudo pra te corromper
 Não achei fosse resistir
 Prefere achar que é normal
 Não ser feliz"
(Moptop - Melhor Nem Vir)

Efforts are underway to unscramble the boat pile-up at the Santa Cruz Harbor Tsunami mess

Picture taken by Avery Laurin

A dozen more boats are being pulled from up from the bottom as rogue docks float willy nilly with the tide.

V de vingança

Domingo tem sido dia de indicações de filmes. Então, decidi continuar com essa ideia e indicar um longa-metragem para os leitores deste espaço. Afinal, um pouco de cultura também sempre é bom e enriquece a todos.

A dica de hoje é 'V de Vingança' (V For Vendetta), de 2006. Com direção de James McTeigue e roteiro dos irmãos Wachowski (diretores e roteiristas da trilogia Matrix), o longa-metragem é uma adaptação dos quadrinhos de Alan Moore e David Lloyd. Moore tem outras obras adaptadas para o cinema (Watchmen, Do Inferno e A Liga Extraordinária).

A história, baseada em parte em cima do livro '1984', de George Orwell, narra a opressão de uma ditadura instalada no Reino Unido, onde o governo comanda o povo através do medo. Até que aparece o misterioso anti-herói, conhecido apenas como V, que pretende explodir o parlamento inglês para simbolizar a queda do sistema ditatorial.

Mais do que isso, ele arquiteta um plano mestre para introduzir na cabeça de todos os habitantes os ideais de liberdade, de força da maioria. Tudo por meio da anarquia. V esconde o seu rosto atrás de uma máscara de Guy Fawkes

Fawkes é um personagem conhecido da história britânica que participou da 'Conspiração da Pólvora'. O ato pretendia assassinar o rei Jaime I e todos os membros do parlamento durante uma sessão em 1605. Este feito visava o início de uma católica no Reino Unido. Fawkes era o responsável por guardar os barris de pólvora que seriam utilizados para explodir o Parlamento do Reino Unido durante a sessão.

O filme, além de ser muito bem feito e que faz o espectador pensar, conta com grandes atuações de Hugo Weaving, como V, e da vencedora do Oscar em 2011, Natalie Portman, como a jornalista Evey Hammond. Apesar de não ter recebido nenhuma nomeação para os principais festivais de cinema, o longa é excelente. Vale a pena assistir.

"Voilà! À vista, um humilde veterano vaudevilliano, apresentado vicariamente como ambos vítima e vilão pelas vicissitudes do Destino. Esta visagem, não mero verniz da vaidade, é ela vestígio da vox populi, agora vacante, vanescida, enquanto a voz vital da verossimilhança agora venera aquilo que uma vez vilificaram. Entretanto, esta valorosa visitação de uma antiga vexação, permanece vivificada, e há votado por vaporizar estes venais e virulentos verminados vanguardeiros vícios e favorecer a violentamente viciosa e voraciosa violação da volição. O único veredito é a vingança, uma vendeta, mantida votiva,não em vão, pelo valor e veracidade dos quais um dia deverão vindicar os vigilantes e os virtuosos. Verdadeiramente, esta vichyssoise de verbosidade vira mais verbose vis-a-vis uma introdução, então é minha boa honra conhecê-la e você pode me chamar de V."
(Discurso de V quando se encontra com Evey pela primeira vez - vídeo abaixo)

Sábado comum

Sábado típico. Apesar dos desfalques não muito comuns em um sábado a noite, foi bom e consegui aproveitar. Lógico que a falta de pessoas que são presenças ilustres foram sentidas, mas acontece. Nem todo dia todo mundo estará 100%.

Fomos ao bar, algo típico, para não dizer clássico. Cervejas, batatas e muita conversa. Uma madrugada de risos enquanto esperamos pela próxima grande luta do UFC (Ultimate Fighting Championship). O duelo entre Jon Jones e Maurício 'Shogun' Rua era aguardado, mas nem tanto.

Enfim, ficamos no bar e não assistimos a luta. Para minha tristeza, Shogun foi derrotado pela revelação norte-americana. É melhor eu parar de torcer nas lutas do UFC. Todo lutador que eu sou a favor sempre perde. É melhor deixar para torcer em outros esportes. Que fase! Mas, valeu pelo bar. Sempre pelo bar.


"O último bar quando fecha de manhã
 Só me lembra que não tenho aonde ir"
 (Matanza - O Último Bar)

Se expressar

Acredito que o homem tem cada vez mais dificuldade em expressar sentimentos. Em esclarecer o que sente e o que pensa. Essa deficiência é ainda maior quando se trata de amor, atração por outra pessoa. É cada vez mais díficil se relacionar com o outro.

Sobre essa dificuldade eu já escrevi em posts passados. O que eu queria abordar é que o ser humano vive entre extremos. Há aqueles em que não conseguem falar um 'a' para a outra pessoa, outros dizem 'eu te amo' para meio mundo, sem sentir aquilo. Não há o meio termo, o correto. Ou é demais, ou de menos.

Isso apenas banaliza ou supervaloriza o amor. Tente primeiro sentir isso, depois se expressar de forma aberta, sem medos ou pudores. Aquela coisa de abrir o coração. Mas faça isso apenas quando tiver certeza do que sente. "Eu te amo' soltados de forma vazia só fazem nascer um amor na mesma forma.

"This is a way that I say I need you
 This is a way that I say I love you
 This is a way that I say I'm yours
 This is a way"
(Switchfoot - Learning To Breathe)

Sing this lullaby

Esperei por horas a conexão da internet voltar ao meu computador. Isso me deixou irritado, além de cortar minha conversa no Messenger, um dos melhores momentos do meu dia. Enfim, a espera me tirou o sono, para variar.

Tenho enfrentado alguns problemas para dormir e, com isso, dificuldade para acertar as horas de sono. Pior ainda nesta madrugada, porque queria acordar às oito horas da manhã para acompanhar o sorteio da UEFA Champions League e da Europa League.

Até que, passando pelo vasto repertório musical que possuo, encontrei uma canção que me devolveu o sono. Uma música leve, tocada no filme 'George, o curioso'. Não, não sou fã do macaquinho, mas sim, do Jack Johnson, que gravou a trilha sonora.

Então, por ser uma canção que acalma, possui uma letra bonita e devolve o sono, ela ficará aqui neste espaço para outros verem se ela causa o mesmo efeito. Vou dormir 'singing this lullaby to myself'.

"When you're so lonely lying in bed
 Night's closed it's eyes but you can't rest your head
 Everyone's sleeping all through the house
 You wish you could dream but forgot to somehow
 Sing this lullaby to yourself
 Sing this lullaby to yourself"
(Jack Johnson And Matt Costa - Lullaby)

Guest Post - Minding Your Manners By Rosalinda Randall


Minding Your Manners

By Rosalinda Randall



Introducing Minding Your Manners Etiquette. It's not just for ladies who do tea. Etiquette happens every day.

We typically don't notice it until someone disturbs our space while at the golf course, grocery store or a coffee shop. In a romantic relationship, etiquette can bring back or keep that spark alive. Lack of etiquette can make your first date your last.

So for my first column, I'd like to start by talking about a topic we're all too familiar with: gym etiquette.

A new year brings new gym memberships. It can be a dreaded time for many year-round regulars because it means getting used to sharing their equipment and not lingering at their desired machine—not to mention waiting to sign in because the "newbies" haven't memorized their membership number. An exasperating time for everyone.

Undoubtedly, as a new member you'll have questions. Here are a few tips that can help make this sometimes-disconcerting process easier:

1)Find a friendly face; most people are willing to help.
2)If you think you are ready to work out in a set, look for someone who is close to your training level. It will be less intimidating.
3)Consider hiring a trainer to get you started. It'll shorten your learning curve.
Smile. It will help you look less intimidating to the regulars.
4)Although I recently relinquished my franchise-gym membership, I used to go to Bayhill Gym to work out, and the list of complaints is the same.

Get off your cell phone. Most people agree that a cell phone conversation in public places is garish. Please turn it off. Or if you must take a call, walk away.

Don't use foul language.

Clean up after yourself, to name a few.

Runners-up are: wash-up, apply deodorant, brush your teeth and put on a clean shirt, please.

Many people go to the gym focused on their workout. Please do not attempt to make conversation with them. They can't make it any clearer. You know the ones. They read a magazine, don't make eye contact or they listen to their MP3 player (By the way, not everyone has your discerning taste in music, so please turn it down.).

Wipe off the machine, adhering to the 30-minute cardio courtesy time, which allows others to get in their workout. And keep in mind that some members are on a tight schedule.

These are just a few things we can do to make everyone's gym experience a bit more pleasant.

On a final note, ladies: If you don't like guys drooling over you, consider wearing something a bit less revealing.

No dos outros

Pimenta nos olhos dos outros é refresco. As pessoas gostam de falar dos outros mas não suportam quando falam delas. Quando o pau que bate em Chico, bate em Francisco, elas reclamam, ficam estressadas, reagem negativamente.

Oras, se meteu com o touro, então aguente as chifradas. É incrível como as pessoas não sabem receber uma crítica, uma provocação, uma tiração de sarro. Principalmente, quando foram elas que começaram a situação. É um costume de ficar revoltado que é incrível.

As pessoas precisam ter um espírito esportivo. Saber levar a zoação da mesma forma em que elas aplicam sobre outros. Agora, um colega de profissão vem tirar sarro do meu time, quando eu rebato ele, a reação dele é bloquear o contato comigo. Isso é lamentável. Tão lamentável quanto torcer para a Portuguesa, como é o caso dele.

Como diria um conhecido profissional de um canal de esportes da tv fechada: 'Foi pífio! Uma atitude cretina que revela uma pessoa sem o mínimo de noção. Gosta de falar demais, mas não suporta quando é o inverso. É isso. Uma atitude infantil e cretina.'

Author Joyce Oroz Takes a Trip to Arizona - Mysterious Burros Spotted

Boston has its Terriers, France has its Poodles and Arizona has Burros galore. They wander the deserts, looking adorable in their brown fury coats and jackrabbit ears.

Recently I was driving along a two-lane Arizona road, when half a dozen burros crossed in front of my car just three car-lengths ahead. I pulled over just as they turned and posed for a picture, and than galloped back to my side of the road for another picture. Hamming it up, they crossed the road again and waited for me to take a final shot.

Obviously the burros were undecided as to where they wanted to be, or was it a senior moment and they forgot where they left their glasses—who knows. Anyway, the Highway Patrol arrived and ushered them along to better pastures. I continued my journey, still smiling and thinking about those darling little burros.



























All Photos were taken my Author Joyce Oroz

"Secure The Ranch" - Mystery
"Secure the Ranch" is available in Paperback and Kindle Format!

Tédio

Apesar deste mundo de novidades instantâneas, comunicações expressas e revoluções por segundo, o cotidiano em si tem se tornado cada mais tedioso. O mais do mesmo que nos envolve é tamanho que, por alguns momentos, até desanima.

As notícias só são as mesmas, só se muda os atores principais da peça que segue em cartaz todo dia. No entretenimento, os seriados tem se repetido. Ideias parecidas em três seriados produzidos por três canais diferentes de TV. Não há mudança.

Nas músicas tem sido assim e até nos jogos criados para distrair a cabeça tem sido desta forma. Um 'novo mundo do tédio'. A sociedade precisa inovar, de verdade. Não adianta utilizar antigos instrumentos com cara nova. Precisamos sair imediatamente deste marasmo que é viver no século XXI.

"Buenas nuevas
 malas nuevas
 todo sigue igual
 las noticias
 las respuestas
 el mes que viene que nunca llega
 Hoy, hoy, hoy
 hoy, hoy, hoy
 las nubes, mi amor
 no son del cielo"
(Inmigrantes - Luz)

Individual

Ouvir os outros é saudável. Saber outros pontos de vista, enxergar mais lados do prisma, ver o panorama da situação. Mas se guiar pela opinião de terceiros é uma total falta de personalidade e de senso. Cada um é cada um, você tem sua cabeça. Para que pensar com a do outro?

Até porque o que é certo para você nem sempre vai ser certo para os outros. Se você tem medo de 'perder alguém' por causa da sua individualidade, parabéns, você, além de sem personalidade, é um covarde. Quem gostar de ti estará ao seu lado não importando as suas escolhas.

Então, que tal ser autêntico uma vez na vida, pelo menos? Que tal parar de se importar se os amigos, família ou quem for vai dizer e agir por conta própria? Que tal ter uma personalidade ao invés de ser um objeto de produção em massa, que se veste, come e pensa igual aos outros, sem nenhum traço de individualidade? Que tal ser você mesmo? Experimente.

"They say they can see
 What I'm supposed to be
 But what is right for them
 Don't mean it's right for me
 I am a stranger to the light
 Enchanted by the walkers of the night"
(The Coral - In The Rain)

5 consejos sobre como hacer relaciones públicas, para tu pequeña empresa.

marketing-11Las relaciones públicas no solo son para las grandes empresas también podemos hacerlas para las pequeñas empresas.
En este artículo te muestro 5 consejos sobre cómo hacer relaciones públicas gratis para tu pequeña empresa. Las pequeñas empresas tienen muchas dificultades para darse a conocer. Contratar una agencia de relaciones públicas puede resultar muy caro si recién estas empezando.
Recuerda las relaciones públicas no tienen que costar nada o casi nada.
1.- Ser un experto en su campo es el método más fácil y más fiable para sus relaciones públicas.  Esto implica:
Mantén un blog o sitio web sobre el campo al que te dedicas, publica un boletín informativo, publica un libro, o un e-book (libro electrónico), publica en revistas, o en sitios web en su sector, participa de conferencias, almuerzos, citas sobre un tema específico
2.- Utilice los medios de comunicación.
Utiliza la prensa local y nacional. Hay una multitud de revistas y periódicos en la región, además de los periódicos publicados por los principales grupos de medios de comunicación. Podemos hablar de usted o de su empresa en los periódicos locales, vecinales, revistas, sitios web, la radio local, la televisión local, a los medios de comunicación les encanta las historias regionales. El uso de los medios de comunicación es una cuestión de paciencia: se necesita tiempo, no cuesta nada.
3.-Dar algo a cambio de información de contacto.
Usted puede dar algo gratis: un informe, un libro electrónico, un boletín informativo a través de su página web, en papel, una muestra del producto, una prueba gratis, etc. A cambio, piden el nombre, dirección de correo electrónico y / o teléfono. Al hacerlo, usted tiene algo como contactarse con la gente y esta es una buena estrategia de negocios.
Ejemplo: Usted está en los cosméticos. Usted puede ponerse de acuerdo con un barbero o peluquero para ofrecer muestras. A cambio usted ofrece a sus clientes folletos para su peluquería o su negocio.
4.-El uso de Internet.
Con la Internet las oportunidades de relaciones públicas son mucho mayores. Usted puede:
Registrarse en Google Maps para que su empresa aparezca en las búsquedas locales, publicar anuncios en sitios de anuncios clasificados (hay cientos), uso de redes sociales (como: facebook, hi5, twitter, etc), responder a las entrevistas para hablar de usted, participar en foros de discusión, opinar sobre los blogs en su industria y / o región
5.- Uso de los viejos métodos de relaciones públicas.
Uno de esos viejos métodos se llama la creación de redes.
Esto significa encajar en la estructura económica de su ciudad o región. Por ejemplo ser socio de clubes, al igual que asistir a los almuerzos o  los eventos organizados por empresas. Todo lo que necesitas hacer es la creación de redes, y una tarjeta de visita.
Por ejemplo, si vende lentes de contacto, puede enviar cada 6 meses o cada año una carta a sus clientes indicándoles cuando deben renovar sus lentes de contacto. Es simple, es barato y funciona.
Conclusión: La Relaciones Públicas es un montón de tiempo y poco dinero. Solo se necesita tiempo y paciencia para hacer una red de contactos.
¿Se utilizan otros métodos para hacer relaciones públicas?.  Siéntase libre para compartir!